France 1924 / 1930
email
site
menu

 


Olá!

Confira agora a retrospectiva das melhores notas do blog
Casa com Design publicadas no mês de março 2010. Aproveite!

Recuperando a memória: Henri Sajous


Foto Andre Skowronski


Edifício Biarritz na Praia do Flamengo, Rio: marco da arquitetura Decô

Um país jovem mas já cheio de histórias, o Brasil não costuma preservar muito sua memória e isto se reflete em todos os campos de conhecimento. Por isso adorei receber de um amigo uma mensagem sobre o arquiteto Henri Sajous, francês de nascimento, que se estabeleceu no país em 1930, e projetou várias construções que frequentamos em nosso dia a dia sem saber a quem devemos tal intento.

Sajous foi muito ativo no Brasil, sendo seu primeiro encargo o de projetar as Termas de São Lourenço, que incluem o Parque das Águas, o balneário, o grande lago artificial, o pavilhão de pesquisas, as fontes de água mineral e outras dependências que conformam o que ainda hoje é a principal atração turística da cidade.

Já no Rio, foi autor de inúmeras construções como o Edifício Mesbla, o Palácio do Comércio (ainda hoje sede da Associação Comercial da cidade), a Igreja da Santíssima Trindade no Flamengo, e uma das pérolas da arquitetura Decô do Rio, o edifício Biarritz.

Sajous se transfere para São Paulo em 1944 onde realiza outros trabalhos importantes, como o Hipódromo do Jockey Club e o edifício São Joaquim, sede da Rhodia.



A fonte Vichy em São Lourenço

Conservando seu aprendizado nas escolas de Belas Artes na França, o arquiteto contemplava não apenas o projeto arquitetônico mas também seus interiores: criou design de mobiliário, detalhes decorativos e até composição da paisagem. São inúmeros detalhamentos de pisos (principalmente em mármore e mosaicos), trabalhos em ferro forjado, fontes, tapetes, cortinas, luminárias, esculturas, entre outros elementos que compunham áreas comuns e que ainda hoje nos mostram o apuro de um profissional realmente engajado em seu trabalho.

Todo este resgate pode ser visto com bastante detalhe, cuidado e carinho no site criado por sua sobrinha-neta, Marie Christine Sajous Clause, que teve idéia de conhecer melhor e divulgar este grande artista, ainda pouco conhecido tanto na França quanto no Brasil.

Visite: Sajous Henri