France 1924 / 1930
email
site
Charles Nicod
menu

Charles Nicod 1878 - 1967

Biografia

 

Charles Henri Nicod nasceu em  Levier (Doubs) no dia 28 de Janeiro de 1878. Arquiteto françês grande premio de Roma, ativo no periodo entre as duas guerras.

Ele entra em 1891 na Escola nacional superior das belas Artes em Paris e mais exatamente no ateliê de Henri Deglane. Quatro vezes concorrente, ele obtem o primeiro grande premio de Roma em 1907. Ele pode assim permanecer na Villa Médicis do 15 de janeiro de 1908 até o final de 1911. Ele colabora em paralelo com Léon Jaussely e Gustave Umbdenstock.

De volta na França, ele se torna Arquiteto em-chefe das construções civis e palacios nacionais, como todo premio em Roma. Depois da Primeira Guerra mundial, ele é encarregado da reconstrução dos departamentos devastados de "l'Oise" e do "Pas de Calais".

Urbanista de numerosas cidades entre as duas guerras, ele tambem tem uma carreira de arquiteto independente em associação com Émile Molinié, Charles Hébrard, e Henri Sajous. E posteriormente com Albert Poulthier. Ele colabora tambem com Édouard-Jean Niermans.

Ele realiza igualmente uma certa quantidade de vilas à beira-mar, no Norte da França e na Côte d’Azur.

Durante a Ocupação, ele participa do Comité Nacional da Reconstrução, estabelecida pelo Plano de Vichy, juntamente com Auguste Perret , Urbain Cassan, ou Camille Lefebvre.

Na Liberação, ele é nomeado urbanista responsavel pela reconstrução de "Blois" e de "Toulouse".

Ele se torna professor da escola de belas artes e recupera o ateliê de seu mestre Deglane em 1931.

Eleito na Academia das belas artes na seção de arquitetura em 1956 na cadeira de Roger-Henri Expert.

Ele falece em dezembro de 1967.

 

Principais realizações

·  1922 : cidade ferroviaria da Lille-Délivrance em Lomme para a Companhia Ferroviária do Norte, com Gustave Umbdenstock ;

·  1923 : vila Sous les Pins, anteriormente Gigi, au Touquet ;

·  1923-1925 : subdivisão concertadas da Avenida-do-Parque-Saint-James, av. du Parc-Saint-James e rua du Bois-de-Boulogne em Neuilly-sur-Seine;

·  1924 :Bairro Isolla-Bella em Cannes;

·  1924 : monumento em Bayonne;

·  1925 : reconstrução do castelo d’Havrincourt (Pas-de-Calais) (destruido durante a Primeira Guerra Mundial)

·  1926 : termas de Cambo-les-Bains em colaboração com os arquitetos Émile Molinié, Charles Hébrard, Henri Sajous e o escultor Gabriel Rispal.

·  1926-1927 : vilas dos Genêts, le Houx e Belladone, bairro Lys-Chantilly em Lamorlaye (Oise)

·  1928 : hotel Majestic, Promenade de la Croisette em Cannes, retomada do projeto do arquiteto Théo Petit;

·  1929 :imovel 1 rua Savorgnan-de-Brazza no 7e arrondissement de Paris

·  1930 : imovel 2-4 rua Lord Byron no 8e arrondissement de Paris

·  1930 :Estruturação do parque de Passy no 16e arrondissement de Paris

·  1931 : hotel de Paris, hotel - dancing - restaurante e cinema boulevard de la Madeleine no 9e arrondissement de Paris

·  1933 : igreja do Sacré-Cœur em Saint-Ouen (Seine-Saint-Denis)

·  1933-1936 : igreja Sainte-Jeanne-de-Chantal, praça de la Porte de Saint-Cloud no 16e arrondissement de Paris (bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial e restaurada de 1949 a 1962)

·  1926 : termas de Cambo-les-Bains em colaboração com os arquitetos Émile Molinié, Charles Hébrard, Henri Sajous e o escultor Gabriel Rispal.
wikipedia
site ArchiWebture do Centro de arquivos do Instituto francês de arquitetura

Hotel Majestic, Croisette em Cannes na Côte d'Azur, retomada do projeto do arquiteto Théo Petit, em 1928, pelos arquitetos Charles Nicod, Emile Molinié, e G. de Montaut.