France 1924 / 1930
email
site
Gabriel Noël Rispal - Escultor
menu

Jean Gabriel Noël Rispal nasceu em Bordeaux dia 17 de maio de 1892 e se apagou em 1970

O artista assinava "G.N. Rispal".

OS MONUMENTOS DA PRACA DA IGREJA DE SAINT-VINCENT DE TYROSSE     

De Francis Hirigoyen     

 ... ... ...                             A VIRGEM DOS PRISIONEIROS 

 ... A escolha do escultor  O que aconteceu é que meu tio tinha feito amizade com um escultor da região, um pouco mais velho do que ele, Gabriel Rispal, que era igualmente estudante em Paris nas Belas Artes ...  é então natural que minha avó faz apelo a ele, ainda mais que ele ja tinha trabalhado para a familia. 
Antes de iniciar sua biografia sucinta (graças ao trabalho de uma joven estudante Anne Decouvelaere que dedicou seu mestrado de DEA na Universidade de Bordeaux III, em 1994, sobre a Direção de Robert Couste, professor de Historia da Arte Contemporânea), eu gostaria de dizer que conheci bem o Rispal, por que quando era estudante em Paris, durante os seis anos de meus estudos, um dia por semana ia jantar chez na casa dele em Châtillon-sous-Bagneux. Nos discutiamos longamente no seu ateliê, e em varias ocasiões ele foi meu guia no Museu do Louvre (provavelmente de onde veio meu gosto pela escultura e pintura) ... ... ...
... ... ... Uma das feições do seu carater é ilustrada pelo fato seguinte. Embora estivesse muitas vezes em falta de encomendas, seus amigos tinham conseguido levar no seu ateliê o ministro das Belas- Artes, André Marie, prefeito de Barantin. O ministro extasiado diante de suas obras, o solicita, se para reduzir o preço de uma delas ele não poderia faze la em um material menos nobre, ele respondeu ao Ministro « e que tal em papelão… » Isso levou naturalmente a partida imediata do ministro, sem encomenda… obviamente.
Ele tinha igualmente uma grande atividade social e sindical, ja que, secretario do Sindicato, é graças a ele que nos anos de 1960, se obtem :
- a segurança social para os artistas.  - 1% para as encomendas publicas. Dois reconhecimentos muito importante.
 Jean-Gabriel Rispal nasceu em Bordeaux no dia 17 de maio de 1892. Seu pai, Jean-Gilbert, era escultor de profissão. Ele começa neste ateliê. Em 1907, ele entra na Escola das Belas-Artes de Bordeaux no ateliê de Leroux. (Onde apos 1945, seu irmão, que permanece em Bénesse-Maremne até o final de sua vida, sera professor de escultura).
Ele obtem numerosos premios.
Em 1919, ele assina sua primeira obra : o memorial de Guerra de Saucats onde ele realiza a cabeça de um soldado em bronze muito expressiva ; seguirão outros monumentos em Gironde.

 

Em 1920, ele obtem uma bolsa da cidade de Bordeaux para Paris, onde em 1921 ele entra na escola das Belas-Artes. Ele entra em segundo e vai no prestigioso ateliê de Boucher com escultores que se tornaram muito famosos como Paul Belmondo.
Em 1922, ele é classificado em quarto lugar no Grande Premio de Roma.
Em 1924, ele obtem para o seu « pilotari amarrando seu chistera », obra principal, a bolsa da Fundação americana Blumenthal.
Em 1926, ele realiza a decoração escultural do estabelecimento termal de Cambo.
Em 1930, ele esculpi o monumento a Imperatriz Eugénie em Biarritz (posteriormente destruida pelos Alemães).
Em 1931, ele começa a execução das estatuas para igreja de Sainte-Agnès d’Alfort (a Virgem que servira de modelo para o Rio e para Saint-Vincent-de-Tyrosse, e um « Saint-Joseph » reproduzido igualmente o Rio e para uma coleção particular) ... ... ...
... ... ... Em 1964, ele realiza o monumento de Guy Moquet, o martir comunista fuzilado em Chateaubriand. é em 1970 que ele se apaga.
Aqui esta, resumida, uma parte de sua obra imensa. 

O Atleta da sala Jean Dauguet, no bairro da Benauge, rua Ferdinand Palau, sala de festa e de esportes em Bordeaux.
Sainte Agnès, estatua monumental da igreja Sainte-Agnès em pedra de Chevigny, na Rua Nordling, Val de marne, Ile de france.

Com seu Amigo Henri Sajous ele realiza:

Em 1926, a decoração escultural do estabelecimento termal de Cambo (Aquitaine).

 

Em 1929, os capiteis, a mesa santa, o altar-mor e os dois altares laterais e o Cristo da igreja de Lahosse (Landes).

 

Em 1931, a estatua de Saint Michel Garigoïts da igreja de Ibarre (Pyrénées Atlantiques).

 

De 1939 a 1952, 18 estatuas de 2 metros de altura, em pedra de Chauvigny da igreja da Santissima Trindade no Rio de Janeiro (Brasil).

Pierre Corneille, colocado em 1952 na praça do Panthéon, Paris 5e, lado da Biblioteca Sainte-Geneviève.